«

jul 30 2019

Imprimir Post

OS CAÇADORES DE MARIA-FUMAÇA ATACAM NOVAMENTE !

Desta vez foi no trecho Lapa a Mafra. A viagem aconteceu no dia 29 de junho último e como das vezes anteriores foi um sucesso. Conduzido por ônibus especial, o grupo se deslocou de Curitiba até a cidade da Lapa. No pátio da estação vários ônibus de turismo desembarcavam também outros grupos. Após o embarque, no momento da partida, o representante da Associação Brasileira de Preservação Ferroviária – ABPF, entidade responsável pela viagem, fez uma interessante explanação sobre o trecho a ser percorrido, a locomotiva e outras informações e, logo em seguida… – PPPIIIIIÚÚÚÚÚ… Lá fomos nós … Café com pão…Café com pão… Café com pão Virge Maria que foi isto maquinista? Agora sim… Café com pão…Agora sim … Voa, fumaça…Corre, cerca…Ai seu foguista… Bota fogo…Na fornalha…Que eu preciso…Muita força Muita força…Muita força… Oôôôôô…Foge, bicho…Foge, povo…Passa ponte…Passa poste…Passa pasto…Passa boi Passa boiada…Passa galho…De ingazeira… Debruçada…No riacho…Que vontade… De caaaantar! (trecho do poema Trem de Ferro de Manoel Bandeira) E assim a viagem transcorreu com muita alegria. Os olhos dos jovens e das crianças (muitos conhecendo um trem pela primeira vez) brilhavam de satisfação. Durante a viagem tinha venda de bebidas e lembranças ferroviárias. Nosso grupo composto de ferroviários aposentados e familiares, mais acostumado com o trem (mais não menos maravilhado), lembrava do passado, das breves paradas nas estações intermediárias do percurso, onde crianças corriam por fora do trem, com suas cestas, vendendo, através das janelas, milho cozido, ovo cozido, coxinha, empadinhas e outros quitutes. – Óóóiii o mio!!! – Óóóiii o ovo!!! Bons tempos aqueles… Hoje em dia estas estações foram quase todas desativadas, quer seja pela atual filosofia de transporte da atual operadora ferroviária, quer seja pela introdução das locomotivas diesel-elétricas em substituição as famosas “Maria-Fumaça”, que com maior autonomia, percorrem trechos mais longos sem a necessidade de paradas intermediárias. Na chegada em Mafra o nosso grupo foi recepcionado pelo representante da UNIFER no local, o aposentado Itamar Henrique e conduzido para o almoço em um restaurante, findo o qual houve visita à sede da representação da UNIFER, junto ao prédio da Oficina de Mafra. O grupo retornou a Curitiba, às 16 horas, aqui chegando por volta de 18 horas. Foi um passeio para não esquecer, como aliás têm sido todas as nossas aventuras ferroviárias à caça de Maria-Fumaça. Mas nossas aventuras não param. Vem aí a viagem Rio Negrinho/Corupá, já programada para o dia 19 de outubro. Ainda existem vagas. Para se informar ligue (41) 3222-9855.

Link permanente para este artigo: http://unifer.org.br/2019/07/os-cacadores-de-maria-fumaca-atacam-novamente/